twitter

Nos EUA, eleitos não podem bloquear pessoas nas redes sociais

O presidente Jair Bolsonaro é bastante ativo nas redes sociais, o que traz para o Brasil um debate que já dura anos nos Estados Unidos: políticos eleitos podem bloquear eleitores em suas redes? Para a Justiça dos Estados Unidos, o ato fere a Primeira Emenda da Constituição. Em um caso recente, o tribunal decidiu por

Twitter: algo além de um berçário de memes?

Cada rede social tem seu objetivo claro: o Instagram é quase um portfolio para o fotógrafo amador dentro de todos nós; o Facebook nos mantém em contato com aquelas pessoas que não vemos muito; o Snapchat comunica, através de fotos ou vídeos, o que você está fazendo no momento, de um jeito bem colorido. Mas

Redes sociais nas eleições 2016 – Recife, São Paulo, Rio de Janeiro

Como os candidatos às prefeituras do Recife, São Paulo e Rio de Janeiro usaram as redes sociais, especialmente o Facebook, para conquistar eleitores? As estratégias afetaram o desempenho das fanpages, no que diz respeito ao número de seguidores? E como isso se reverteu nas campanhas, na prática? Foi de olho nessas questões que a Paradox Zero acompanhou,

Registros de setembro sobre a campanha à Prefeitura do Recife nas redes sociais

Nesta penúltima atualização do Panorama de Redes Sociais da Paradox Zero antes da eleição, o destaque é o ponto fora da curva no crescimento de Priscila Krause (DEM) no Facebook. O desempenho dela foge aos padrões de variação orgânica (sem impulsionamento) quando comparado à média verificada em outros cenários e até mesmo em outras cidades. Em

Destaques de agosto da campanha à Prefeitura do Recife nas redes sociais

O candidato do PV à Prefeitura do Recife, Carlos Augusto, lidera pelo terceiro mês consecutivo o percentual de crescimento no Facebook. Levantamento da Paradox Zero mostra que, entre julho e agosto, ele cresceu 27%. Em segundo lugar, Edilson Silva (PSOL) cresceu 9,5%, seguido por João Paulo com 3,3%. ### Com a proibição de posts patrocinados

Candidatos ao Governo do Rio de Janeiro nas redes sociais

[:pt]A Paradox Zero realizou um estudo qualitativo, um levantamento de dados e uma série de infográficos sobre a atuação nas redes sociais dos quatro principais candidatos ao Governo do Estado do Rio de Janeiro: Anthony Garotinho, Marcelo Crivella, Luiz Fernando Pezão e Lindberg Farias. As páginas foram analisadas com base em seis critérios: Linguagem –