Análise do ranking de deputados estaduais e federais de Pernambuco nas redes sociais: dezembro de 2019

A partir do último levantamento da Paradox Zero sobre a performance nas redes sociais, de deputados estaduais e federais, é possível conferir quem ganhou e quem perdeu seguidores no intervalo de um ano.

Em 2019, o maior destaque entre os estaduais permaneceu com Clarissa Tércio (PSC), que começou o ano com 59 mil e termina com quase 98 mil curtidores no Facebook. Está quase encostando em Priscila Krause (DEM), a segunda colocada no ranking. O líder Romero Albuquerque (PP) se manteve na faixa dos 140 mil, com um pequeno decréscimo no decorrer dos doze meses.

Crescimentos dignos de nota são apenas três: Delegado Lessa (PP), Isaltino Nascimento (PSB) e Marco Aurélio (PRTB). Gleide Angelo (PSB), um sucesso no Instagram, segue a ignorar o Facebook. Outros deputados que não conseguem gerar movimento ou engajamento, apesar de bastante conhecidos em suas respectivas regiões ou eleitorados: Alessandra Vieira (PSDB), João Paulo (PT), Romário Dias (PSD), Doriel Barros (PT), Alberto Feitosa (SD), Teresa Leitão (PT).

Na Alepe, de modo geral, os partidos de esquerda seguem com dificuldades maiores de crescimento e engjamento. E mais da metade dos deputados deixa os usuários a ver navios nas redes sociais. Na Câmara Federal, há um maior equilíbrio na variação de crescimento nas redes, entre direita e esquerda.

Entre os deputados federais, há duas hegemonias longe de serem superadas: Daniel Coelho (PSDB) segue em primeiro no Facebook, apesar de ter perdido cerca de 3 mil curtidores no acumulado do ano; e Túlio Gadelha ultrapassa 1 milhão de seguidores no Instagram, anos-luz à frente do segundo lugar, João Campos (PSB) com 138 mil. Curiosamente, a performance de Daniel Coelho no Instagram é baixa, com 2 mil novos seguidores durante o ano, ficando atrás de Marília Arraes (PT, 59 mil), Felipe Carreras (PSB, 63 mil) e João Campos.

Silvio Costa Filho (PRB), que já apresentou rápidos crescimentos em anos anteriores, manteve o mesmo número de seguidores durante o ano inteiro. Está com a quarta colocação ameaçada por João Campos (PSB), a julgar pelo ritmo de crescimento do socialista. Outros nomes fortes que não se movimentaram foram Raul Henry (PMDB), Augusto Coutinho (SD), Danilo Cabral (PSB), André Ferreira (PSC) e Ossésio (PRB), Wolney Queiroz (PSB) e basicamente mais da metade dos parlamentares.