CIIE é oportunidade única para novos negócios internacionais

Mais do que exportar soja e minérios, o Brasil agora quer levar outros tipos de serviços para a segunda maior economia do mundo. A China já é o principal parceiro comercial do país. Com a oferta de produtos de tecnologia, as relações tendem a ficarem ainda mais estreitas.

Como já avisamos, a Paradox Zero é uma das empresas selecionadas pela Apex-Brasil e pelo Governo Chinês para participar da China International Import Expo (CIIE), realizada em Shanghai.

Fazemos parte da comitiva de 87 outras empresas. Estamos aqui para mostrar o que já produzimos para o setor de serviços TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação). São estratégias avançadas em redes sociais, marketing digital e e-commerce.

O Brasil quer parar de ser um país que espera os clientes chegarem até ele. E nós vamos juntos. Não basta esperar por oportunidades, é importante ir atrás delas.

A Paradox teve resultados expressivos em negócios realizados no Brasil e nos Estados Unidos. Durante a CIIE, estamos em contato direto com compradores e intermediários comerciais do mundo todo.

Além disso, temos a chance única de conferir o que está sendo desenvolvido em outros países no mercado de TI. As tensões entre a China e os Estados Unidos pairam sobre todas as conversas e negócios realizados na freira.

Com um futuro incerto, o fato da China se mostrar tão disposta a abrir o mercado para estrangeiro é um indicativo que não vão ceder a qualquer decisão dos EUA.

Por se tratar da primeira, o impacto que a feira terá de fato na abertura do mercado chinês ainda não pode ser medido. Mas não se pode negar o esforço dos chineses. Eles reservaram o maior espaço de exposição do mundo para a realização do evento.